Cândido - DEPOIS DE OSSAMA

Três poemas publicados no jornal "Cândido" (edição # 72, de julho de 2017, páginas 8 e 9),

Com ilustrações de André Caliman.

TRAVESSIA DE PEDESTRES

a mão esquerda nasce

no intervalo de um levante

e se anuncia levemente

enquanto ainda começamos

no poente

e um pé direito cresce

no cruzamento de seus cabos

mais orgânicos e pede

o peso médio do andamento

quando o levantamos

então, vacila a mão direita

então, o pé esquerdo vaga

e o organismo pleno passa

à despedida dos pedestres

pelos meados do ocidente:

mas somente basta a sobra

das metades da mandíbula

para devorar a maior parte

da intenção de demorar-se

nesse futuro que nos volve

ao cruzamento da Beríngia

e o documento só da unha

é o que ainda nos conhece

Dennis Radünz nasceu em Blumenau (SC), em 1971. Publicou os livros de poemas Exeus (1996), Livro de Mercúrio (2001), Extraviário (2006) e a seleta de crônicas Cidades marinhas: solidões moradas (2009). Seu mais recente livro é o elogiado Ossama, publicado em 2016. Radünz vive em Florianópolis (SC). (Cândido, n.72. p.9)

post em destaque
postagens recentes
arquivo
tags
siga
  • Facebook Basic Square